Há limite no número de atendimentos diários para passaportes. Atualmente, o Consulado-Geral tem capacidade de processar até 15 pedidos de passaportes e vistos, que são feitos no mesmo guichê.

Horário de atendimento: http://www.consbras.org.bo/index.php?id=202

Sugere-se chegar cedo, pois ao esgotar o número de vagas, o interessado deve retornar em outro dia para solicitar o serviço.

Ao chegar ao Consulado-Geral, dirija-se diretamente ao guichê nº 3, dê seu nome e aguarde no salão a sua vez de ser chamado. Para dar entrada no passaporte não é preciso pegar senha; para receber o passaporte pronto, sim.

Ao retirar o passaporte, confira todos os dados das páginas 2 e 4. Após o recebimento, se forem detectados erros, o interessado deverá pagar para fazer um novo passaporte, pois é impossível imprimir novamente o documento após sua ativação no sistema eletrônico.

 

NO CASO DE MENORES, O PAI E A MÃE DEVEM COMPARECER PESSOALMENTE AO CONSULADO-GERAL PARA ASSINAR A DOCUMENTAÇÃO DE SOLICITAÇÃO DE PASSAPORTE PERANTE O AGENTE CONSULAR.

OS PAIS DEVEM APRESENTAR DOCUMENTO ORIGINAL DE IDENTIFICAÇÃO COM FOTOGRAFIA. SE PAI/MÃE FOR ESTRANGEIRO, DEVE SER PROVIDENCIADO O RECONHECIMENTO DE ASSINATURA PERANTE NOTÁRIO LOCAL NO FORMULARIO DE AUTORIZAÇÃO DE CONCESSÃO DE PASSAPORTE PARA MENOR, PELO CONSULADO-GERAL.

SE UM DOS PAIS NÃO PUDER COMPARECER, CONSULTE O CONSULADO-GERAL.

 

1º Passo

Juntar os seguintes documentos:

1)

Passaporte anterior, se já tiver um; se o passaporte anterior foi furtado, roubado ou extraviado, juntar também o Boletim de Ocorrência Policial da INTERPOL (ORIGINAL E CÓPIA).

2)

Para comprovar a identidade e a naturalidade, qualquer um dos documentos (ORIGINAL E CÓPIA):

a) cédula de identidade expedida por Secretaria de Segurança Pública de qualquer Estado da Federação ou Distrito Federal; ou

b) carteira expedida por órgão público, que seja reconhecida, por lei federal, como documento de identidade válido em todo território nacional; ou

c) passaporte expedido pelo MJ/DPF ou pelo MRE no Brasil ou no exterior, ainda que com prazo de validade vencido até 2 anos; ou

d) carteira nacional de habilitação expedida pelo DETRAN, com fotografia; ou

e) documento de identidade expedido por órgão fiscalizador do exercício de profissão regulamentada por lei; ou

f) carteira de matrícula consular (ORIGINAL E CÓPIA); e

3)

Para comprovar a nacionalidade: (ORIGINAL E CÓPIA):

a) CERTIDÃO DE REGISTRO DE NASCIMENTO OU DE CASAMENTO BRASILEIRA ou documento equivalente (ORIGINAL E CÓPIA).

4)

Certidão de Quitação Eleitoral (disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral), se o solicitante tiver entre 18 e 70 anos de idade. Se o solicitante não estiver em dia com as obrigações eleitorais, será feita anotação no novo passaporte;

5)

Para os homens entre 19 e 45 anos de idade, documento de quitação com o serviço militar, ORIGINAL E CÓPIA.

 
2º Passo

Pagar a taxa consular na agência do Banco do Brasil em Santa Cruz de la Sierra, mediante depósito na conta 7042000493 RC do Consulado-Geral. A quantia será de:

1)

US$ 80, se for receber passaporte pela primeira vez na vida, ou se o passaporte for concedido em substituição ao anterior;

2)

US$ 160, se o passaporte for concedido sem apresentação do anterior.

 
3º Passo
1)
2)

No primeiro quadro, selecionar SOLICITAR PASSAPORTE COMUM - PACOM. Preencher as quatro páginas do formulário eletrônico. Deixar em branco os campos se não tiver os dados solicitados. No final da última página, preencher com o código informado e clicar em ENVIAR. Surgirá na tela um protocolo de barras que deverá ser impresso.

3)

Colar, no campo apropriado do protocolo, uma fotografia recente com fundo branco, sem data. FOTOGRAFIAS QUE NÃO SEJAM RECENTES NÃO SERÃO ACEITAS. A fotografia pode ser 3X4, 4x4 ou 5x7.

 
4º Passo

De posse da documentação requerida e do recibo de pagamento da taxa consular correspondente, comparecer ao Consulado-Geral com os documentos para dar entrada no passaporte.

A inclusão da filiação no passaporte para maiores de idade é opcional e deve ser requerida no momento da apresentação do protocolo.

 
 
Perguntas?